Home / Norte de Minas / Companhia investe R$ 12 milhões para assegurar água para irrigação e consumo no projeto Jaíba

Companhia investe R$ 12 milhões para assegurar água para irrigação e consumo no projeto Jaíba

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) firmou nesta semana, em Brasília, contrato com a empresa que será responsável por implantar um sistema de bombeamento flutuante na área em que ocorre a captação de água para o projeto público de irrigação Jaíba, em Minas Gerais.

“A ação de implantação dos flutuantes é muito esperada no projeto Jaíba, tendo em vista a estiagem severa pela qual o Brasil tem passado nos últimos anos. É com grande satisfação que estamos dando início a essa obra”, ressalta a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino.

O sistema deverá assegurar a regularidade da oferta de água para o projeto de irrigação durante períodos de estiagem. A água bombeada também servirá ao abastecimento da população que reside na área do projeto e em outras áreas do município de Jaíba. O investimento soma R$ 12 milhões; o prazo de implantação do sistema é de 120 dias.

”Trata-se de um sistema auxiliar de bombeamento que dará suporte às bombas existentes no local. Esse sistema é importante porque se o nível da água do canal de aproximação ficar muito baixo, a estrutura atual não fará a captação de água para irrigação e consumo humano”, explica Luís Napoleão Casado, diretor da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf. O sistema é composto por bombas instaladas sobre balsas; assim, mesmo com a variação do nível da água, a captação fica assegurada.

Contrato foi firmado em Brasília (Foto: Divulgação/Codevasf)

Projeto Jaíba

O projeto público de irrigação Jaíba localiza-se nos municípios de Jaíba e Matias Cardoso, em Minas Gerais, a 600 quilômetros de Belo Horizonte e 200 quilômetros de Montes Claros – município onde localiza-se a superintendência da Codevasf na região. O valor bruto da produção anual do perímetro é superior a R$ 560 milhões, com mais de 250 mil toneladas produzidas. As principais culturas são banana, limão e manga. A área irrigável é superior a 26 mil hectares e o número de empregos diretos e indiretos mantidos pelo projeto é estimado em mais de 27 mil.

Desenvolvimento do Norte de Minas

Em outra agenda realizada nesta quinta-feira, a presidente da Codevasf recebeu na sede da Companhia o secretário de agricultura de Minas Gerais, Pedro Leitão, o secretário de planejamento do estado, Helvécio Magalhães, e o diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Luiz Guilherme Piva.

Entre os assuntos tratados na reunião estavam a possibilidade de expansão do projeto de irrigação Jaíba, em suas fases 3 e 4, a retomada de etapas das ações que envolvem a barragem de Jequitaí e a execução de projetos de revitalização na bacia do rio São Francisco. “São muito importantes as articulações da Codevasf com o governo de Minas Gerais para tratar de assuntos de interesse comum dos governos federal e do estado”, frisa Kênia Marcelino.

Participaram do encontro os diretores da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação e Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, Luís Napoleão Casado e Marco Aurélio Ayres Diniz, respectivamente, além de assessores dos diferentes órgãos.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Ascom Codevasf)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>